1º Fórum Latino-Americano de Infraestrutura Verde Urbana é sucesso de público e de qualidade

 

1º FÓRUM LATINO-AMERICANO DE INFRAESTRUTURA VERDE URBANA É SUCESSO DE PÚBLICO E DE QUALIDADE

Quarta-feira, dia 21 de maio, foi realizado em São Paulo, no Transamérica Expo Center, durante a TeCobI Expo 2014, o I Fórum Latino-Americano de Infraestrutura Verde Urbana. Cerca de 60 pessoas estiveram presentes, compondo uma platéia com profissionais do meio empresarial e acadêmico, bem como estudantes, todos extremamente qualificados.

 O público só não foi maior devido à greve de ônibus que mergulhou a capital paulista em um caos absoluto, afetando todas as áreas da cidade. Mesmo assim, o auditório ficou tomado e o interesse gerado pelas temáticas das palestras resultou em interessantes debates, perguntas e reflexões acerca da necessidade de as cidades latino-americanas serem dotadas de mais infraestrutura verde.

 A palestra de abertura do evento ficou a cargo da dr.ª Pérola Brocanelli, referência acadêmica na área da infraestrutura verde urbana, que destacou a importância da promoção de técnicas telhados verdes e jardins verticais que utilizem o mínimo possível de água na sua manutenção, entre outros pontos, falando da necessidade de políticas públicas para efetivar de maneira coordenada isso.

 Abrindo a rodada de convidados estrangeiros, o arquiteto e empresário Luis Alberto Suarez, importante nome colombiano no setor, falou sobre a expansão da infraestrutura verde na América Latina, e destacou pontos específicos acerca de Bogotá. Logo em seguida, foi a vez da boliviana Maria-Teresa Nogales, líder regional na promoção da agricultura urbana com o fim de combater a fome em seu país, assim como de reconectar as pessoas à natureza. Ela demonstrou que tecnologias como os telhados verdes potencializam as chances de aumentar o cultivo de hortas urbanas, de modo integrado aos benefícios das coberturas vegetadas.

 A última apresentação da manhã foi de Renan Eschiletti Machado Guimarães, Secretário Executivo da ATVerdeBrasil. Ele focou na necessidade de criação de políticas públicas específicas para a promoção da infraestrutura verde, e citou exemplos do exterior a respeito. Também citou casos de leis brasileiras, criticando-as e elogiando-as em alguns aspectos, mas lembrando que, enquanto não houver um norte normativo nacional, leis esparsas aventureiras seguirão sendo elaboradas de maneira inadequada.  

Pérola Fórum - reduzido

Pérola Brocanelli

Luis Fórum - reduzido

Luis Alberto Suarez Correa

Renan Fórum - reduzido

Renan Eschiletti Machado Guimarães

 A analista de infraestrutura do Ministério do Meio Ambiente, Alexandra Maciel, deu especial destaque para o Fundo Clima (Fundo Nacional de Mudanças Climáticas), programa de financiamentos reembolsáveis e não-reembolsáveis do Ministério do Meio Ambiente para iniciativas que visem ao combate às mudanças climáticas. Ela deixou claro que, embora a procura por essa importante ajuda federal seja feita por um certo número de entidades e entes federativos, ele ainda é muito baixo, muito devido à falta de conhecimento da maioria das pessoas.

 Representando a Secretaria do Verde e do Meio Ambiente da Cidade de São Paulo, O prof. Dr. Sérgio Forini destacou as medidas de infraestrutura verde que estão sendo feitas na capital paulista, como a elaboração do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos do município, a criação de espaços de convivência e de hortas públicas e coletivas. Ele ainda trouxe informações interessantes, como a de que duas mil composteiras seriam distribuídas aos habitantes da cidade ainda nesse ano, e vinte mil no próximo, de maneira a incentivar o reaproveitamento de resíduos orgânicos.

O eng. Agrônomo João Manuel Feijó, co-fundador da Ecotelhado Soluções em Infraestrutura Verde e seu Desenvolvedor de Produtos, apresentou o Sistema Integrado Ecoesgoto, pelo qual se busca tratar e reaproveitar toda a água descartada pela edificação para fins não-potáveis, como no reuso pelo vaso sanitário e na irrigação dos telhados verdes e jardins verticais que compõem o sistema. A temática gerou grande interesse por parte do público, com a formulação de diversas perguntas técnicas.

Em seguida, Gabriel Iwamoto falou sobre o ProjetEEE, software de acesso via web que torna possível a todas as pessoas verificarem quais as técnicas e tecnologias a serem aplicadas em suas edificações de maneira a terem mais conforto térmico e eficiência energética.

Por fim, a arquiteta do escritório Arktectus Maria José de Mello encerrou o fórum com um incrível case da Escola Sustentável Erich Walter Heine, no Rio de Janeiro, no qual apresenta os resultados das intervenções de infraestrutura verde feito na instituição erguida para ser um símbolo de sustentabilidade. Na apresentação, foram destacados os benefícios ambientais e econômicos do uso de ecotelhados, brises vegetais, ecopavimentos e outras tecnologias de infraestrutura verde para a escola, além dos sociais, como na qualidade do ensino, na convivência dos alunos junto à natureza e no sucesso do seu aprendizado. A arquiteta ainda destacou o projeto da Cidade dos Containeres, que ainda não foi executado, mas que promete tornar o novo depósito de containeres da empresa MCR um exemplo de sustentabilidade com tecnologias de infraestrutura verde.

O 1º Fórum Latino-Americano de Infraestrutura Verde Urbana foi promovido pela Associação Tecnologia Verde Brasil em parceria com a Clarion Quartier Feiras e Exibições LTDA, e contou com o patrocínio da Ecotelhado Soluções em Infraestrutura Verde e da Fundação Konrad Adenauer. O INVERDE, a ReCIVe (Rede Colombiana de Infraestrutura Verde) a Fundação Alternativas (da Bolívia) e a World Green Infrastructure Network (WGIN) apoiaram o evento.

 

IMG_20140521_114034_329 (1)

Maria-Teresa Nogales

IMG_20140521_152424_103 (2)

Alexandra Maciel

IMG_20140521_164031_382

João Manuel Feijó

Sobre o Autor

Deixe seu recado